Agronomia – Curitibanos
EMail

O curso de Agronomia do Campus de Curitibanos é composto de 10 semestres estruturados em diferentes núcleos.  Do primeiro ao quarto semestre compõe-se o Núcleo de Conhecimentos Básicos, nesta etapa são oferecidas disciplinas como Sociologia, Cálculo, Física, Química e Biologia, e outras mais específicas, como Botânica, Fisiologia Vegetal e Morfologia Vegetal e Animal, Tecnologias de Produção de Culturas, Ciência do Solo, Topografia e Desenho Técnico, além de disciplinas envolvendo o desenvolvimento e a produção sustentável. O Núcleo de Conhecimentos Profissionais Essenciais e Específicos vai do quinto ao décimo semestre, com disciplinas mais aplicadas à área agronômica, envolvendo a Fitotecnia, Fitossanidade, Manejo e Conservação dos Solos, Produção e Manejo das Principais Culturas, Zootecnia, dentre outras, permitindo ao futuro egresso atuar na supervisão, coordenação, estudo e planejamento, assistência, assessoria, consultoria, vistoria, perícia, parecer, entre outras demandas, nas áreas de Engenharia Agrícola e Rural, Ciência do Solo, Tecnologia e Ciência de Alimentos, Fitotecnia, Manejo Integrado de Pragas e Doenças, Zootecnia, Ciências Florestais, Desenvolvimento Sustentável e Extensão Rural.

Nesse contexto, o curso de Agronomia do campus Curitibanos tem como objetivo formar engenheiros agrônomos, com sólida formação técnica – cientifica, humanista e ética, que o habilite desenvolver projetos, tecnologias e soluções adequadas aos desafios da produção agropecuária, do manejo sustentável do ambiente, e da demanda mundial de produção de alimentos de qualidade. Considerando-se esse objetivo central, destaca-se, a formação de profissionais com qualificação para: (i) Participar e coordenar de forma crítica e criativa na resolução de problemas pertinentes, considerando-se os aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, delineados por postura ética e humanística; (ii) Ter capacidade comunicativa com agricultores e populações que vivem no campo, que respeite e identifique seus saberes e saiba valorizar seus conhecimento e atuação na domesticação, cultivo de plantas, saberes tradicionais, produção de alimentos entre outros; (iii) Defender princípios ambientais, sócio, culturais e econômicos que viabilizem a sustentabilidade, compreendendo a agricultura como uma dimensão do ambiente natural e humano; (iv) Com formação, que prioriza a autonomia científica e empreendedora, o trabalho coletivo, interdisciplinar, priorizando a qualidade em todas as etapas do processo produtivo, e a capacidade de absorver e desenvolver tecnologias; (v) Ter capacidade de propor e atuar em propostas que considerem o desenvolvimento territorial sustentável, como premissas das inovações e ações técnico cientifico e sócio cultural;

O turno de aulas é de segunda à sexta-feira nos períodos diurno, vespertino e eventualmente noturno e nos sábados no período diurno.