Jornalismo
EMail

O Curso de Jornalismo oferece formação para atuar como repórter, fotógrafo, diagramador, redator ou editor de jornais, revistas, rádio, TV, Internet, agências de notícias e assessorias de imprensa, como contratado , como autônomo (conhecido como “free-lancer”) e como empreendedor. Desde as primeiras fases do curso, o estudante tem contato com a prática jornalística em disciplinas técnicas ministradas em laboratórios como Radiojornalismo, Telejornalismo, Fotojornalismo, Redação, Jornalismo On-line e Infografia.

Por quatro anos consecutivos (1999-2002) o curso obteve conceito A, o melhor resultado do país no Provão realizado pelo MEC. Por sua crescente preocupação com a especificidade do ensino e da prática jornalística, em 2000 o curso abandonou a antiga denominação genérica de “Curso de Comunicação Social, habilitação Jornalismo”, simplificando-a e tornando-a mais adequada à formação oferecida.

A estrutura curricular também conta com várias disciplinas teóricas, que têm como objetivo fundamentar a prática profissional. Ética jornalística, Estética e Cultura de Massa, Teoria e Metodologia de Pesquisa em Comunicação, Comunicação Institucional, Assessoria de Imprensa, Políticas de Comunicação e  Teoria da Comunicação e do Jornalismo são algumas delas. O curso mantém convênios com empresas privadas, como a RBS-SC e entidades corporativas, como a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), que possibilitam a aproximação entre profissionais e estudantes e ampliam a formação. O curso firmou também convênios de estágio profissional com a TV Globo, do Rio de Janeiro.

Grande número de alunos exerce atividades de extensão recebendo bolsas. É uma forma de experimentar a prática ainda durante a Graduação. Pode-se participar de projetos nas diversas áreas do jornalismo. Em rádio, o aluno tem voz na emissora virtual do Curso, a Rádio Ponto UFSC. Na área de Internet, os alunos produzem notícias para o site Cotidiano, que traz matérias sobre a UFSC e sobre o Ensino Superior brasileiro. O jornal-laboratório Zero é outra possibilidade de prática da atividade jornalística oferecida pelo curso da UFSC.

O curso dispõe ainda de estúdios profissionais de TV e rádio, laboratório de fotografia, infografia, Internet, e redação, além do Laboratório de Novas Mídias, onde são produzidos sites de Internet e feitas experiências com novos recursos tecnológicos de comunicação. Em 2004, começaram a funcionar os Núcleos de TV Digital Interativa (NTDI) e o de Jornalismo Digital, Mídia Interativa e Convergência (JorDi).

 

Duração: 
8 fases
Titulação dos professores:
19 doutores
3 mestres
Telefone/Fax: 
(48) 3721 9490

www.jornalismo.ufsc.br